Loading...

quarta-feira, 9 de março de 2016

Cloreto de Magnésio, conheça todos os benefícios

 

Regular a pressão arterial é apenas um dos benefícios do cloreto de magnésio. Saiba porque esse mineral é essencial para nossa saúde e conheça fontes naturais nos alimentos.

Antes usado apenas para pessoas com doenças, hoje o cloreto de magnésio está se tornando um suplemento dietético, que traz benefícios também para aqueles que não manifestam nenhuma patologia.

Para que serve o Cloreto de Magnésio?

O cloreto de magnésio é um suplemento mineral usado por aqueles que demonstram sinais de deficiência nesse mineral.
Cloreto de Magnésio benefícios como tomar

No corpo, ele é dividido e fornece dois elementos importantes: o cloro e o magnésio, que têm funções diferentes e essenciais para o bom funcionamento do organismo.
O cloreto – que no corpo se transforma em íon Cloro – é vital para a vida humana. Sem ele, o corpo é incapaz de manter o sangue dentro dos vasos sanguíneos, conduzir transmissões entre nervos, contrair e relaxar os músculos ou ter uma função adequada do fígado. Como íon, ele participa de muitas reações metabólicas essenciais para a vida.
Ele também é essencial para a formação do ácido clorídrico, que atua no estômago durante a digestão dos alimentos. Sem ele, a digestão não é bem feita e os nutrientes dos alimentos não são bem aproveitados.
O magnésio também é importante para o funcionamento das células, nervos, músculos e coração. Ele também age na absorção de outros elementos essenciais, como o potássio, então, a sua deficiência interage diretamente com a deficiência de outros íons, que não conseguem ser aproveitados pelo organismo. Ainda, ele tem uma ação de detox celular, agindo como um potente excretor de toxinas.

Benefícios do cloreto de magnésio

Ajuda a saúde dos diabéticosEsse grupo de pessoas costumam apresentar deficiência de alguns minerais, pois muitos são eliminados pela urina, principalmente o magnésio. Além disso, a ingestão dessa substância também ajuda na prevenção do diabetes tipo 2. Um estudo realizado em Havard conseguiu constatar que pessoas com dietas ricas em magnésio apresentavam 34% menos chances de desenvolver esse tipo da doença.
Estabiliza o ritmo cardíacoUm dos fatores que contribuem para o aumento da pressão arterial é o fato dos vasos sanguíneos oferecerem maior resistência à passagem do sangue. O cloreto de magnésio, ingerido na quantidade certa, ajuda a aumentar a dilatação dos vasos, aumentando a passagem para o sangue. Mulheres que entraram na menopausa também podem se beneficiar da suplementação com o magnésio já que, nesta fase, a perda de alguns hormônios, aumenta a chance de desenvolver a hipertensão arterial.
Ideal para combater problemas articularesA artrite, a artrose a tendinite são alguns dos problemas que podem ser evitados (parcialmente, já que essas doenças também possuem outras coisas) com o uso do cloreto de magnésio. Esta, por sua vez, consegue diminuir a deposição de cálcio nas cartilagens, ligamentos e tendões, reduzindo atritos e inflamações nessas áreas. Além disso, o fato de melhorar o funcionamento dos músculos também ajuda na saúde das articulações.
Faz bem para o cérebroUm estudo realizado na Universidade de Massachusetts conseguiu comprovar a relação direta entre o magnésio e alguns receptores que faziam parte de duas funções muito importantes do nosso cérebro: memória e aprendizagem. Além disso, o cloreto de magnésio aumenta o número de sinapses cerebrais fazendo com que a mente retenha mais informações.
Melhora a peleOs níveis de colágeno aumentam com a presença de magnésio. Há maior depósito nessa proteína tanto nas partes moles do corpo (ligamentos, tendões e cartilagens) como também na própria pele, aumentando a elasticidade e reduzindo o aparecimento de rugas.
Cloreto de magnésio emagrece?O que se sabe é que a deficiência de magnésio está ligada ao ganho de peso. Além disso, essa substância melhora a absorção de nutrientes pelo nosso organismo, e assim, as nossas funções ocorrem da melhor maneira possível. O cloreto de magnésio pode também te dar um incentivo a mais para praticar exercícios, te deixando mais disposto. Dessa forma, fica bem mais fácil eliminar a gordura extra do corpo.
O cloreto também ajuda a controlas o estresse e a ansiedade.Um dos sintomas que essas doenças apresentam é o aumento da fome. É quase como um ciclo vicioso: você acaba se enchendo de alimentos extremamente calóricos como refrigerantes, batatas fritas, rosquinhas recheadas, tortas e outros apenas para se sentir “melhor” depois. Isso ocorre porque esses alimentos aumentam os níveis de serotonina na corrente sanguínea. Mas depois pode bater o arrependimento por ter comido tanto quando o seu objetivo é perder peso.
Porém, o fator que pode relacionar mais intimamente o magnésio à perda de peso é o fato dele conseguir controlar os níveis de açúcar no sangue. Quando ingerimos alimentos com elevado índice glicêmico (IG), o pâncreas libera muita insulina, um hormônio anabólico e promove o armazenamento dos carboidratos em forma de gordura. É forma que o corpo encontra para estocar energia. Desta forma, o magnésio reduz a liberação da insulina.
Falta de magnésio – Sinais de deficiência
É importante ficar atento aos sinais de que há uma deficiência desses minerais, para identificar o momento certo de iniciar a suplementação. Além de combater esses sintomas, o cloreto de magnésio também age na prevenção de doenças, como as cardiovasculares.
Normalmente, uma dieta balanceada fornece a quantidade necessária de magnésio e cloro para manter as funções do organismo boas, porém, algumas situações – como o uso de medicações diuréticas, dietas pobres, alcoolismo, diarreia e doenças como o diabetes – podem fazer com que o seu corpo perca magnésio mais rapidamente, e assim, os sinais e sintomas aparecem e a reposição precisa ser feita.
Sinais de deficiência do magnésio incluem:
  • Apatia;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade;
  • Espasmos musculares;
  • Câimbras;
  • Fraqueza muscular;
  • Alterações de comportamento;
  • Taquicardia.

Porque tomar o Cloreto de Magnésio?Incluir o suplemento de cloreto de magnésio quando há sinais de deficiência trazem benefícios à sua saúde e melhoram sua qualidade de vida.
Os sinais aparecem exatamente para mostrar que algo está errado em seu organismo, então, a suplementação é necessária para promover a homeostase e o equilíbrio interno, propiciando que as reações metabólicas essenciais para a saúde – e para a vida – estejam funcionando corretamente.
Consultar o médico é essencial, pois, apesar de ser essencial para a vida, exagerar na dose do cloreto de magnésio pode trazer muitos malefícios para a sua saúde. Tomar a dose exata, prescrita pelo médico, é muito importante para assegurar que ele agirá da forma correta, sem efeitos adversos.
Um dos efeitos colaterais mais comuns da ingestão do cloreto de magnésio é diarreia e dores estomacais. Tomar o suplemento durante uma refeição pode ajudar a diminuir esses efeitos, mas sempre que sentir algo estranho, não hesite em procurar ajuda.
Consumo do Cloreto de magnésioPara as pessoas saudáveis, consumir alimentos que são ricos em magnésio é o suficiente para suprir as necessidades diárias. A partir dos 14 anos de idade, as dosagens entre homens e mulheres do cloreto de magnésio passam a ser diferentes. Entre 18 e 30 anos, os homens precisam de 400 mg ao dia e as mulheres de 310 mg, a partir dessa idade, a quantidade aumenta para 420 mg e 320, respectivamente.
Suplementação com magnésioNo geral, não há a necessidade de suplementação por parte de pessoas saudáveis já que elas podem obter o mineral por meio da alimentação. Os idosos podem se beneficiar dela já que a absorção de cálcio diminui com o passar da idade e também a utilização de medicações pode interferir nesse processo. Porém é necessário pedir orientação profissional antes de iniciar o consumo.

ContraindicaçõesPessoas com problemas renais ou que faz uso de medicamentos diuréticos, cardíacos ou antibióticos  não devem consumir o suplemento sem nenhuma orientação. Mesmo a quantidade recomendada por dia, considerada ideal, que é a de 350 mg por dia, pode trazer problemas. Doses em excesso do magnésio podem provocar sérios problemas digestivos, principalmente por suas propriedades laxantes, levando uma potencial desidratação.
Fontes do cloreto de magnésio nos alimentosPara ajudar a tratar sua deficiência, procure também consumir alimentos ricos em magnésio. Entre eles estão as nozes, sementes feijões e espinafre. Além de consumir o magnésio presente neles, você se beneficia também com os outros nutrientes desses alimentos!
Abaixo uma lista com alimentos ricos nesse mineral:
  • brócolis;
  • aspargo;
  • nabo;
  • abobrinha;
  • vagem;
  • pepino;
  • couve-de-bruxelas;
  • Feijões, como o preto, o feijão-de-lima e o branco;
  • Peixes como o salmão, o arinca (ou hadoque) e o albacora (ou albacora-cachorra);
  • e as nozes e sementes como já foi dito. Como as de abóbora, linhaça, girassol, gergelim, mostarda, amêndoas e castanhas-do-pará, caju, avelãs e amendoins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário