Loading...

terça-feira, 26 de julho de 2016

Esta é a história de Nossa Senhora de Caacupé, padroeira do Paraguai,

 Esta é história desta devoção mariana latino-americana:
No fim do século XVI um índio converso, escultor de profissão, subiu ao monte e se encontrou com selvagens Mbayaes dos quais conseguiu escapar, ocultando-se atrás de um grosso tronco. Nos angustiantes momentos que passou em seu esconderijo, pediu à Virgem sair com vida daquela situação. Livre daquele risco, esculpiu uma imagem com o mesmo tronco que oprotegeu, tal como prometeu à Virgem.
No ano de 1603 o lago Tapaicuá transbordou e alagou todo o vale do Pirayú arrasando tudo o que estava em seu caminho incluindo a imagem da Virgem. Entretanto ao retroceder as águas milagrosamente apareceu a imagem que o índio tinha esculpido. Os habitantes começaram a difundir sua devoção e começaram a invocá-la com o nome de "Virgem dos Milagres". Um devoto vizinho, chamado José e carpinteiro de ofício, construiu-lhe uma modesta capelinha e nela começou a receber culto a Virgem de Caacupé. A imagem da Virgem de Caacupé é pequena, de pouco mais de cinquenta centímetros. Seus pés descansam sobre uma pequena esfera, rodeada de uma bandagem branca de seda.
Cada 8 de dezembro se celebra a festa de Maria de Caacupé e os peregrinos chegam por milhares ao Santuário para demonstrar seu amor e gratidão à Mãe de todos, à "Virgem Azul do Paraguai".

Nenhum comentário:

Postar um comentário