Loading...

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Conheça os segredos da fabricação de um bom perfume

 As flores são selecionadas e colhidas manualmente no processo de enfleurage, uma das técnicas usadas para extrair o óleo essencial para um perfume.
Perfumes são mais do que uma simples composição de aromas, são quase como que poções mágicas que nos conquistam e reavivam nossas memórias. Mas, ao comprar um vidro de perfume para uso pessoal ou para presentear alguém, muitas pessoas nem imaginam o processo pelo o qual o produto passa até chegar às prateleiras das lojas. Para matar essa curiosidade e mostrar como é a fabricação deste produto tão apreciado, visitamos a fábrica de O Boticário, em São José dos Pinhais, e conta agora alguns detalhes. 

Na fábrica, são produzidos perfumes com uma grande variedade de fragrâncias. Cada perfume é fruto de um processo longo e delicado, que começa com uma ideia inicial, desenvolvida pelo departamento de Marketing, com base nas pesquisas de tendências de mercado e nas preferências do consumidor, e termina com a escolha do frasco e definição da campanha publicitária. 

A gerente de perfumaria de O Boticário, Marselha Tinelli, explica que a área de Marketing é quem dá o primeiro passo, analisando as oportunidades para um novo produto. “A partir de então, é solicitado o desenvolvimento de uma fragrância exclusiva para o conceito que desejamos lançar”, afirma Marselha. Após a elaboração do conceito, o departamento de Marketing passa a demanda aos perfumistas da empresa. Em seguida, esses profissionais, em parceria com casas de fragrância nacionais e internacionais, fazem vários testes até chegarem à fórmula final, que deve ser aprovada pela equipe de especialistas da fábrica. Trabalho minucioso que pode levar de três meses até dois anos, dependendo do perfume.
Divulgação
No método enfleurage, depois de desabrocharem, as flores ficam em contato com uma gordura vegetal, que fica impregnada com seu cheiro depois.
Produção

A produção de um perfume envolve uma combinação de fragrâncias, água, álcool e algum corante, se necessário. Para alcançar o cheiro desejado, os perfumistas utilizam fragrâncias que são compostas por óleos essenciais (são eles que dão as características específicas de cada fragrância). Esses óleos podem ter origem natural, sendo extraídos de flores, folhas, frutos, sementes e raízes das plantas ou serem obtidos de forma sintética, com a reprodução em laboratório dos cheiros mais difíceis de serem conseguidos, seja pela preservação de plantas raras ou pelo alto custo e dificuldade de extração.

Para obter o óleo essencial de uma flor ou planta, podem ser usados alguns métodos como a expressão ou prensagem (muito usado em cascas de frutos cítricos, esta técnica “aperta” a matéria prima para extrair o óleo), a destilação (extrai o óleo com o uso de vapor da água), a extração por solventes voláteis (as plantas submetidas a um processo químico) e o enfleurage (método que expõe a uma gordura, as flores sensíveis ao calor).

Substâncias naturais ou cheiros de ambientes também podem ser reproduzidos em laboratório, com a ajuda de modernas técnicas, como a headspace, que utiliza um aparelho que capta fielmente o cheiro, para que ele vire uma fórmula e possa ser reproduzido em laboratório. De acordo com coordenador do Núcleo de Avaliação de Fragrâncias de O Boticário, César Veiga, também é possível aumentar ainda mais a paleta de opções de cheiros “criando os chamados químicos sintéticos aromáticos, como os aldeídos e musks, responsáveis pelo cheiro de roupa limpa”.
Divulgação
Lançamento para o Dia das Mães, o perfume Lady Lily (R$ 160, 75 ml) foi produzido por meio desse processo artesanal, com lírios.
Utilizando o método enfleurage
Enleurage é um processo artesanal que obtém o aroma de flores delicadas como lírios e jasmim, com a utilização de gorduras vegetais, que, em contato com as pétalas das flores, captam seu cheiro. Esta técnica foi muito utilizada pelos perfumistas franceses até o início do século 20, mas teve a produção industrial abandonada em 2002 - este processo é até retratado no filme O Perfume (2006). 

No enfleurage, as flores são selecionadas e colhidas manualmente, ficando preservadas com o caule na água até que estejam abertas, no ponto em mais exalam seu perfume. Neste momento, elas são colocadas em bandejas que estão cobertas por uma gordura, hoje vegetal, mas que antigamente era uma mistura de gorduras bovinas e suínas. 

Com o passar dos dias, esta gordura fica impregnada com o aroma da flor. Neste ponto, a gordura é lavada em álcool e o resultado final é o absoluto do lírio, o puro e concentrado óleo essencial da flor. No Brasil, este método de extração foi resgatado em 2006 pelo O Boticário para a produção do primeiro eua de parfum da marca, o feminino Lily Essence. Lançado em comemoração ao Dia das Mães, o floral bouquet Lady Lily também é produzido com a delicadeza do processo enfleurage.

* A repórter visitou a fábrica do Boticário a convite da marca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário