Loading...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Curiosidades sobre Musculação

Compartilhar no Google+

Img - Curiosidades sobre Musculação

Uma pessoa sedentária perde cerca de 10 % de massa muscular entre os 25 e os 50 anos de idade, e cerca de 30% entre os 50 e os 80 anos. A força, a resistência e a flexibilidade diminuem proporcionalmente à massa muscular.

Os músculos são responsáveis por aproximadamente 46 % do peso total dos homens e 36 % do peso total das mulheres, sendo que o corpo humano possui mais de 650 músculos o que torna o tecido corporal mais numeroso.

A água contribui com aproximadamente 75 % do peso muscular, 20 % são compostos por proteínas e os restantes 5 % por sais inorgânicos e outras substâncias.

Aos 65 anos, indivíduos sedentários podem apresentar uma queda de até 80 % de sua força muscular máxima, da mesma forma indivíduos sedentários aos 80 anos terão perdido 50 % de sua massa muscular.

Do total de energia utilizada para a contração muscular, cerca de 35 a 50 % são efetivamente utilizados, e os restantes 65 a 50 % são dissipados em sua maior parte na forma de calor.

A maneira mais prática de saber qual é o limite do corpo é observar a freqüência cardíaca. Para encontrar a freqüência máxima, subtraia sua idade de 220. A faixa ideal para o treino aeróbio equivale a 65% a 75% da freqüência máxima por minuto. Assim se você multiplicar o resultado obtido por 65 % e 75 % estará determinando qual será sua zona de treinamento aeróbio.

As pessoas sedentárias tem probabilidade 60 % maior de sofrer de hipertensão do que as que se exercitam com regularidade. Meia hora de caminhada, quatro vezes por semana é suficiente para diminuir o risco de problemas circulatórios. Exercícios de musculação aumentam a resistência óssea e diminuem as dores nas articulações, mesmo na terceira idade.

A faixa recomendada de gordura corporal é de 13 - 18 % para homens e 18 - 25 % para mulheres. Mas fisiculturistas mantêm níveis mais baixos que esses. Em mulheres, níveis de gordura abaixo de 15 ou 20 % podem levar a desequilíbrios hormonais, implicando em disfunção menstrual, amenorréia, infertilidade, risco de osteoporose etc...


Fonte:
HorusAcademia

Nenhum comentário:

Postar um comentário