Loading...

sexta-feira, 20 de março de 2015

CELULITE: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

1) O que é celulite?

A celulite é, na linguagem popular, o aspecto da pele semelhante a um “colchão” ou até mesmo uma “casca de laranja”. A pele fica ondulada, resultado de alterações no tecido gorduroso, que está localizado sob a pele. Para entender o que é a celulite (também chamada de Hidrolipodistrofia Ginóide), tecnicamente falando, primeiramente é necessário saber alguns detalhes do corpo humano.
Os Lipócitos e o Tecido Adiposo
Lipócitos são células do tecido adiposo que apresentam vários vacúolos de gordura no seu interior. Esses vacúolos recebem a maior carga de gordura do corpo humano, pois essa gordura é utilizada como reserva energética. Conforme essa gordura se acumula, esses vacúolos podem se juntar em somente uma estrutura, ocupado quase toda a extensão de um lipócito.
A tendência, conforme o acúmulo de gordura em um lipócito aumente, é que seja criada outra célula para o armazenamento de mais gordura. Esse processo vai se repetindo até que o tecido gorduroso aumenta consideravelmente de tamanho expandindo-se em direção à pele.
A Formação da Celulite
A expansão do tecido adiposo em direção ao tecido cutâneo acarreta a formação da celulite. Comprimindo os vasos e artérias que fazem a irrigação de oxigênio nas áreas do tecido adiposo e cutâneo, a celulite torna-se mais inflamada e pode piorar.
Formação da Celulite
Existem várias fases (ou graus) da celulite:
Grau 1: aparece somente com o local afetado sendo comprimido;
Grau 2: já apresenta o formato de “casca de laranja”;
Grau 3: os nódulos possuem consistência endurecida e são doloridos. Existe dor no local, com uma compressão leve.
Grau 4: circulação no local extremamente comprometida. O tecido fica duro, a dor é constante e existem fibroses.
A celulite encontra-se em diferentes locais no corpo. Os mais comuns, que também são os lugares onde nota-se um maior acúmulo de gordura, são:
Glúteos: o bumbum é bastante afetado;
Coxas: principalmente na parte lateral;
Abdome: a barriga, com o acúmulo de gordura, tende a apresentar alguns furinhos;
Braços: parte posterior e lateral são afetadas;
Joelhos: a face interna dos joelhos podem apresentar celulite;
Por que a celulite aparece mais nas mulheres?
No tecido adiposo existem as fibras que separam os lipócitos e outras células. A estrutura dessas fibras são diferentes entre homens e mulheres.
Nos homens as fibras são mais grossas e ligam-se de forma oblíqua à musculatura. Quando ocorre a expansão do tecido adiposo, essas fibras “seguram” as células. Já nas mulheres, essa estrutura é fina, e a ligação é feita perpendicularmente à musculatura, portanto, as fibras não apresentam resistência e o tecido adiposo expande-se livremente.

2) Quais são as fases da celulite?

As fases da celulite (ou graus da celulite), são descrições que determinam o quão avançada a inflamação está. Tecnicamente, esses estágios são 4 (quatro): Grau 1,Grau 2Grau 3 e Grau 4.

Quer saber qual o seu grau ou até mesmo qual o melhor tratamento para seu estágio? Confira abaixo.
Grau 1
Começa a ocorrer um aumento significativo do volume de lipócitos, ou células do tecido adiposo. Esse aumento deve-se ao acúmulo acima do normal de gordura pelo organismo. Os vacúolos começam a se expandir, tornando-se estruturas únicas, e as células já não suportam o seu tamanho, daí a multiplicação das mesmas.
Nesse estágio não existem furinhos visíveis na pele e nem dores causadas pela celulite. Esse é o estágio que toda mulher gostaria de estar, pois ainda é possível reverter o quadro tranquilamente, somente com exercícios e uma alimentação balanceada (reeducação alimentar).
A recuperação, na maioria dos casos, é total.
Grau 2
A celulite já começa, de fato, aparecer. Nessa fase, os lipócitos já estão em grande número e com grande parte da sua estrutura preenchida de gordura. Já existe um certo grau de fibrose e o grande número de células adiposas já começam a comprometer a circulação, comprimindo vasos linfáticos e algumas microveias dos tecidos.
A linfa (que é o fluído responsável pela eliminação das impurezas que as células produzem durante o metabolismo) e o próprio sangue começam a não irrigar corretamente as partes já comprometidas. Com isso, devido ao inchaço provocado, já é possível sentir algumas ondulações na pele através do toque.
Nesse grau ainda não existe dor, mas com uma maior pressão no local, já existe um desconforto.
O tratamento nesse estágio já começa a ficar mais trabalhoso. Os procedimentos que podem ser realizados para a melhora são:  Drenagem Linfática, Ultrasom, Eletrolipoforese (Eletrolipólise) e a Mesoterapia. Lembre-se que além desses procedimentos, uma reeducação alimentar e a prática de exercícios é fundamental para a melhora.
Nesse estágio a recuperação é possível, principalmente com o uso de procedimentos especializados. No entanto, o processo já se torna um pouco complicado. Por isso, se você já apresenta o Grau 2, o melhor caminho é começar os tratamentos de modo regular.
Grau 3
Nessa fase, os nódulos já se apresentam com uma consistência dura, devido à fibrose do local, e são bastante perceptíveis. Nesse estágio ocorre o famoso efeito da pele “casca de laranja”. A circulação no tecido gorduroso já está bastante comprometida.
As células continuam a aumentar de tamanho, pois o nível de gordura acumulado continua crescendo. A expansão provoca uma oscilação do tecido e, mesmo sem palpação, é possível perceber as oscilações na pele. As dores podem aparecer, acompanhadas da sensação de “perna pesada” e cãibras.
O tratamento, para o Grau 3 é o mesmo do Grau 2, só que serão necessárias muito mais sessões para uma boa recuperação. É necessário compreender que a recuperação, nesse caso, já não é garantida. Os resultados podem ser excelentes, mas a melhora pode não ser total.
Grau 4
No estágio mais grave da celulite, o Grau 4, a aparência da celulite é cada vez pior. A pele tem um “aspecto de colchão” e apresenta regiões conhecidas como “buracos negros”, que são buracos na pele onde a circulação já está quase que totalmente comprometida.
O sangue e a linfa ficam estagnados. Não existe a eliminação de toxinas e o oxigênio se torna escasso na região. O inchaço das células ocorre desordenadamente e é intenso. Com isso o tecido de sustentação sofre uma fibroesclerose, que é o “morte” da região local.
A dor é constante e a celulite apresenta uma consistência bem rígida. A pele fica sensível ao toque e as pernas ficam cada vez mais cansadas. Existe maior possibilidade de cãibras, mesmo sem o esforço.
O tratamento nesse estágio, além dos procedimentos citados anteriormente, pode ser acompanhado de cirurgias estéticas. A Lipoaspiração e a Subcisão são procedimentos recomendados pelos especialistas. Existem outras técnicas menos evasivas onde o resultado também pode ser satisfatório. Lembre-se que antes de realizar qualquer procedimento, procure seu médico ou algum profissional da saúde especializado. Ele recomendará um tratamento especializado e personalizado para seu caso.

3 ) Você tem celulite por razões...

Genéticas: Observe a família. Se sua mãe ou sua avó têm celulite, suas chances de ter também são grandes.
Hormonais: Tomar anticoncepcional ou fazer reposição hormonal com estrogênio e progesterona piora a retenção de líquidos, provocando o inchaço. Se puder, procure outros tipos de tratamento.
De má circulação: O sangue deixa as toxinas e gorduras do corpo presas às células. Evite ficar na mesma posição por muito tempo.
De má alimentação e falta de exercícios: O sedentarismo faz com que a gordura localizada se acumule e a celulite apareça. Mexa-se!

3 ) O jeito certo de passar cremes anticelulite

1. Antes de aplicar o creme, massageie o local com uma escova de banho grande de cerdas macias fazendo movimentos circulares.
2. Passe o creme na região com celulite e espalhe bem.
3. Com as mãos, faça movimentos firmes de baixo para cima. Isso deixa a região quente e ajuda na absorção do produto.
4. Repita a aplicação duas vezes ao dia. Você vai ver que dá resultado!

OUTRAS DICAS
Para que os cremes de tratamento tenham melhor penetração na pele e efeito a pele deve ser preparada para recebê-los. Use bucha vegetal no banho e faça uma esfoliação uma vez por semana. Misture farelo de aveia ao azeite de oliva e aplique na pele em movimentos suaves e circulares. Essa esfoliação ajudará a remover as células mortas e melhorará a absorção dos cremes de tratamento. A drenagem linfática e a caminhada também são importantes aliados no tratamento da celulite, finaliza Flávia Morais.

4 ) Ativos cosméticos contra a celulite
Cafeína: possui metil-xantina com alto poder de permeação cutânea, age em profundidade nas células adiposas promovendo a lipólise – quebra e queima das moléculas de gordura (triglicerídeos), promovendo redução de medidas. Também atua na derme, estimulando os fibroblastos para a síntese de colágeno, elastina e outros componentes da matriz extracelular, ocasionando aumento da firmeza da pele.
Cavalinha (Equisetum arvense): É rica em silício orgânico, promove ação anti-radical livre e ação firmadora por fornecer Silício, elemento estrutural da formação da rede de colágeno na derme.
Centella asiática: Planta rica em ativos mediadores do processo inflamatório, age reorganizando a matriz dérmica.
Extrato de algas marinhas: Possui ação hidratante.
Extratos de capsicum e de gengibre: Sendo extratos termogênicos, propiciam a queima de gordura localizada por intensificar o metabolismo e a atividade das termogeninas.
Fosfatidilcolina: É um fosfolipídeo de altíssima compatibilidade com as membranas celulares, propicia efeito carreador sobre os demais ativos, favorecendo a permeação cutânea e agindo na redução de medidas, solvatando a gordura na forma de triglicerídeos e ácidos graxos e pro movendo sua eliminação.
Nicotinato de metila: Este é um ativo de ação rubefasciente, promove o aumento do metabolismo local por meio da vasodilatação periférica que se manifesta por intensa hiperemia, reação que causa vermelhidão, calor e ligeiro prurido na área aplicada.
Scopariane: É um ativo patenteado que reduz gorduras e ajuda na formação das fibras de colágeno e elastina, diminuindo a flacidez. Age por meio de interferência no mecanismo de geração de novas células adiposas. O Scopariane® impede que pré-adipócitos se transformem em adipócitos maduros.
Sulfato de magnésio: É um sal muito conhecido, promove ativação da circulação sanguínea
periférica, sendo muito utilizado em termoterapías ou body wrap (bandagem).
Slimbuster L: É um extrato concentrado com óleo de café verde e fioesteróis vegetais de Brassica campestre (canola). Trabalha de forma potente sobre a celulite, gordura localizada e flacidez da pele, induzindo a lipólise (quebra das células de gordura).
Principais ativos que atuam no combate à celulite e à gordura localizada 
ADIPOREGULINE - Atua sobre o metabolismo dos adipócitos, ou seja, age sobre as células 
que estão no tecido gorduroso, diminuindo o seu armazenamento. É o primeiro Liporregulador 
com Aspartame + Cafeína. 
ARGISIL C - Estimula a secreção de óxido nítrico (NO), ou seja, um mensageiro endógeno 
presente no organismo que faz com que determinadas reações aconteçam, como a quebra de 
gordura, além proteger o colágeno e ser um excelente vaso dilatador, melhorando a circulação 
do local afetado.  
BIOEX ANTILIPÊMICO - Ativador da microcirculação, descongestionante, anti-inflamatório e 
diminuidor de medidas. 
BIOEX IP - hiperêmico de uso tópico; ativador da microcirculação; descongestionante e 
drenante. 
CAFEISILANE C – Responsável pela inibição das enzimas responsáveis pelo acúmulo de 
gordura, também age no estimulo da quebra de gordura. Por ser uma cafeína ligada ao silício 
orgânico melhora a biodisponibilidade da cafeína e reestrutura o tecido conjuntivo que se 
encontra danificado quando eliminamos a gordura. 
ECOSLIM - Inibição da fosfodiesterase, que é a enzima responsável pelo acúmulo de gordura. 
SVELTESSENCE - Inibição da diferenciação dos pré-adipócitos em adipócitos maduros pela 
inibição da enzima PAI-1, da angiogênese, que atua no crescimento de novos vasos 
sanguíneos, evitando a formação da neovascularização; também reduz a remodelação da 
matriz extracelular pela diminuição da expressão de MMP-2. 
XANTALGOSIL C – Por atuar em uma enzima específica, o ativo inibe o acúmulo de gordura e 
confere maior firmeza à pele, é um excelente redutor de medidas

5) ALIMENTOS QUE COMBATEM A CELULITE

Já no que diz respeito à alimentação, sendo a celulite parcialmente resultante de um processo inflamatório, todas as fontes alimentares de antioxidantes são de relevo, com a particularidade de a maioria delas ser igualmente rica em vitamina C, factor indispensável na produção de colagénio. As bagas (amoras, mirtilos, framboesas, morangos), laranja, kiwi, brócolos, pimento, agrião, couve-galega, chá verde, ervas aromáticas e especiarias podem ser bons exemplos de alimentos a privilegiar. Também a redução de alimentos excessivamente açucarados e salgados acarreta um benefício, pois o efeito do sal na retenção de líquidos e da produção exacerbada de insulina decorrente do açúcar só pioram este cenário.
1 – Soja: por ajudar no equilíbrio hormonal do nosso corpo, evita o aparecimento da celulite.
alimentos-para-eliminar-a-celulite

2 – Frutas vermelhas: fortalecem os vasos sanguíneos e alteram a produção de insulina.
alimentos-para-eliminar-a-celulite
3 – Semente de linhaça: rica em ômega 3, tem ação anti-inflamatória.
O Ômega 3, presente nas sementes e óleo de linhaça e também no óleo de peixe tem papel importante na saúde e aparência da pele. Outros óleos como o de semente de abóbora e o de macadâmia são fontes de antioxidantes importantes no tratamento da celulite, rugas e manchas de pele.
4 – Lima da pérsia: desintoxica o organismo e limpa o sistema linfático.

5 – Frutas cítricas: eliminam as toxinas e reduzem o volume das células.

Alimentos fonte de vitamina C, como frutas cítricas, morango, goiaba, caju, acerola, também estimulam a produção de colágeno, uma proteína que melhora a elasticidade e firmeza da pele. Diminua o consumo de cafeína e bebidas alcoólicas, pois provocam constrição de pequenos vasos sanguíneos, prejudicando a circulação e favorecendo o inchaço que piora a celulite.
6 – Proteína de boa qualidade: evita que o corpo busque energia nos músculos, deixando-os flácidos.  
alimentos-para-eliminar-a-celulite
7 – Chá de centella: melhora a circulação e auxilia a hidratação.
alimentos-para-eliminar-a-celulite
8 – Maçã: rica em fibras que neutralizam as toxinas no corpo.
9 - Arroz integral: rico em fibras, vitaminas do complexo B e minerais que favorecem a digestão do açúcar e o funcionamento do intestino.
10 - Aveia: rica em silício, reorganiza as fibras de sustentação da pele e previne a formação dos furinhos.
Água - ingerir de 1,5 a 2 litros é fundamental para melhorar a circulação sanguínea e ajudar a eliminar as toxinas. 
alimentos-para-eliminar-a-celulite
Chá-verde - atenua os sintomas da retenção hídrica, é desintoxicante e ajuda no controle de peso.
alimentos-para-eliminar-a-celulite
Gorduras saudáveis - provenientes das sementes de linhaça (óleo ou farinha), azeite extravirgem de oliva e óleo de coco, são ricas em ômega-3 e têm atividade anti-inflamatória essencial para barrar a celulite.
alimentos-para-eliminar-a-celulite
Leguminosas como não provocam aumento brusco na glicemia, a necessidade de insulina não é alta, o que afasta a possibilidade de inflamar as células
alimentos-para-eliminar-a-celulite
RESUMIDAMENTE OS ALIMENTOS QUE COMBATEM A CELULITE SÃO
Alimentos ricos em sílico 
Esse mineral é importante na produção de colágeno, substância responsável pela firmeza e elasticidade da pele. Alguns exemplos:
1. aveia
2. cevada
3. nabo
4. salsa
5. avelã
6. feijão
7. centeio
8. banana
9. alho

Alimentos ricos em boro O boro ajuda a manter alinhadas as fibras elásticas e auxiliam na renovação celular. 10. vegetais verde escuros

11. algas
12. rabanete
13. frutos do mar
14. pepino
15. beterrada

Alimentos ricos em vitamina C Protege as paredes dos vasos sanguíneos contra os radicais livres que promovem o envelhecimento precoce das células e tecidos.

16. laranja
17. limão
18. acerola
19. Alcachofra (tem ação diurética, o que ajuda a eliminar toxinas).

20. Gengibre

Produz calor e acelera o metabolismo, além de ter ação antioxidante. Combate o envelhecimento da pele. É mais eficaz quando consumido cru. Uma boa dica é tomar suco de melancia com gengibre ou ralar o alimento em cima da salada.

21. Melancia

Rica em licopeno, um antioxidante particularmente potente. Melhora a circulação sanguínea e suaviza a celulite.

22. Tomate em forma de molho

Além de ser rico em vitamina C, o tomate também é rico em licopeno. Para ajudar no combate a celulite o ideal é ingeri-lo em forma de molho.

23. Bardana (aumenta o fluxo do sangue por causa do potássio, o que pode ajudar a prevenir a celulite).


24. Centella Asiática (tem ação antiinflamatória que ajuda a combater a celulite).


Brássicas São alimentos ricos em substâncias capazes de prevenir e até de diminuir o aparecimento de celulite.

25. couve
26. brócolis
27. couve-flor
28. couve-de-bruxelas

29. Açafrão da terra (cúrcuma)

Use o açafrão da terra diariamente. Uma dica é colocar um pouco no saleiro para temperar a salada. O ideal é consumir 1 ou 2 colheres de chá por dia. Ele estimula a circulação, diminui o inchaço e é altamente antioxidante.

Frutas vermelhas São frutas antioxidantes, o que ajuda a limpar o organismo e a eliminar celulites.

30. morango
31. açaí
32. framboesa
33. amora 
Tratar da saúde do intestino também é fundamental para diminuir as celulites. O quadro de disbiose intestinal, comum atualmente, devido ao uso indiscriminado de antibióticos, antinflamatórios, anticoncepcionais, exposição a alimentos alergênicos, stress, entre outros, aumenta a celulite. A disbiose aumenta a absorção de moléculas grandes pelo intestino, estas moléculas se ligam a células do sistema imunológico aumentando de tamanho e peso. Essas moléculas grandes podem prejudicar a circulação causando edemas e piorando a celulite. Para tratamento da disbiose os primeiros passos são excluir da alimentação os alimentos alergênicos e o uso de suplementos de probióticos, bactérias boas que fortalecem a microbiota intestinal. Entre os alimentos de maior potencial alergênico estão o trigo (glúten) e o leite.

A constipação intestinal também faz com que haja acúmulo de toxinas no corpo. Cuide do bom funcionamento do intestino aumentando o consumo de alimentos ricos em fibras como os cereais integrais; arroz integral, farelo de aveia, sementes de linhaça; frutas e verduras principalmente as orgânicas. 

Outro passo importante é reduzir o consumo de sódio, causador de retenção hídrica, que pode agravar o quadro. Diminua o consumo de sal, enlatados, alimentos em conservas, embutidos e alimentos industrializados. Troque o sal comum pelo sal light, que tem 50% menos sódio em sua composição. Prefira usar nos alimentos os temperos naturais como orégano, salsa, cebolinha, manjericão e açafrão que além de sabor tem também antioxidantes. 

O chá de cavalinha é uma boa fonte de silício, mineral envolvido na produção de colágeno. Experimente incluir nos sucos, no lugar da água, a infusão da cavalinha. Para o preparo de 200 ml de chá, aqueça a água até o ponto de fervura, apague o fogo, adicione uma colher de chá da erva e abafe por 8 minutos.

O QUE NÃO SE DEVE CONSUMIR:
- ALIMENTOS GORDUROSOS
- SAL EM EXCESSO
- CAFÉ EM EXCESSO
- REFRIGERANTES 
- ENLATADOS
- EMBUTIDOS

 6) Os melhores tratamentos estéticos
A variedade de procedimentos oferecidos por clínicas de estética aumenta mais a cada dia. No entanto, é importante saber exatamente a finalidade e as indicações de cada tipo de tratamento para poder alcançar os melhores resultados. Alguns aparelhos vão estimular a circulação sanguínea, outros se preocupam em quebrar as células de gordura e há ainda aqueles que aceleram o metabolismo – por isso é preciso saber exatamente as necessidades do seu corpo. Então conheça as dez técnicas mais procuradas quando o assunto é o combate às celulites:
1. Drenagem linfática
É uma massagem relaxante que visa eliminar o excesso de líquidos e toxinas retidos nos tecidos. Executado com as mãos, o tratamento é bastante eficiente no combate às celulites, além de aumentar a elasticidade das fibras de colágeno. A massagem é feita de maneira a levar os líquidos acumulados para a circulação linfática para que sejam então eliminados. A técnica também estimula o funcionamento circulatório e metabólico do organismo.
2. Ultrassom
Geralmente indolor, a técnica emite ondas que aquecem as camadas inferiores da pele enquanto agem no combate às celulites. O aparelho costuma ser usado após a drenagem linfática para acelerar o metabolismo e queimar as células de gordura, mas também pode ser associado a muitas outras técnicas, como a endermoterapia, por exemplo, para potencializar os resultados.
3. Powershape Platform
O aparelho possui tecnologia 6 em 1 que associa diferentes técnicas para eliminar as celulites. São quatro mecanismos de pulsos para o sistema de vácuo, junto com um ultrassom cavitacional e uma radiofrequência multipolar e tripolar. Com todos esses procedimentos integrados, o aparelho promove a quebra das células de gordura e estimula a produção de colágeno e elastina, deixando a pele mais lisa e uniforme. O tratamento é indicado para tratar celulites de grau dois. Recomenda-se dez sessões com intervalos de uma semana. Cada sessão custa aproximadamente R$ 380.
4. Cellutec
É um sistema de endermoterapia vibratória que atua com movimentos circulares e impulsos de vibração. O equipamento alcança as camadas mais profundas da pele, intensificando a circulação sanguínea e eliminando os depósitos de gordura. O número de sessões deve ser estabelecido em uma avaliação, mas a técnica trata celulite de todos os graus. Esse procedimento pode ser feito de duas a três vezes por semana e o preço de cada sessão varia entre R$ 120 e R$ 170.
5. TriActive Plus
O aparelho trabalha a partir do aquecimento e resfriamento da pele. Primeiramente, um laser vai aquecer o tecido subcutâneo, causando a dilatação dos vasos linfáticos e, logo em seguida, o resfriamento provoca a contração dos microvasos, que faz com que ocorra o estímulo do edema e uma melhora significativa da circulação. Todo esse processo se dá com o auxílio do vácuo, que potencializa os efeitos, com resultados semelhantes a uma sessão de endermoterapia. A técnica trata todos os graus, sendo que as celulites de grau um e dois costumam apresentar ótimos resultados com três sessões, em média. Já o tipo três pode precisar de oito a dez sessões e para a celulite grau quatro, que é a mais grave, pode ser necessário até 15 sessões. Os preços variam de R$ 180 a R$ 250 por sessão.
6. Reaction
O aparelho de tecnologia não invasiva age através da combinação de radiofrequência com terapia a vácuo. O tratamento pode ser feito em todos os graus de celulite, pois ele promove a redução do volume das células de gordura e estimula a circulação sanguínea. O resultado é uma pele mais lisa e uma melhora no contorno corporal. Para celulites mais leves são indicadas de quatro a oito sessões, já os outros casos precisam ser avaliados individualmente. Dependendo da região a ser tratada, as sessões podem custar de R$ 250 a R$ 450.
7. Uniform
A técnica funciona com um aparelho que utiliza radiofrequência unipolar com um aplicador de drenagem linfática mecânica. O principal diferencial desse tratamento é o estímulo do transporte de gordura líquida das camadas mais profundas da pele através do sistema linfático. Dessa maneira, ocorre a contração e a produção de novas fibras de colágeno. É recomendado para todos os graus de celulite e cada sessão custa cerca de R$ 300.
8. Manthus
Esse procedimento é bastante difundido por ser praticamente indolor e apresentar resultados rápidos. O aparelho usado na técnica combina ultrassom e correntes elétricas – o ultrassom é responsável por quebrar as células de gordura em partículas pequenas que os estímulos elétricos farão com que sejam eliminadas através da urina. A contraindicação é para pessoas que utilizam marca-passos e não podem ter contato com a corrente elétrica liberada pelo aparelho. As sessões podem ser feitas uma ou duas vezes por semana e o preço varia de R$ 50 a R$ 100, cada uma.
9. Carboxiterapia
Trata-se de um método mais invasivo e doloroso por contar com injeções, mas apesar disso apresenta bons resultados. Consiste na aplicação de CO2, um gás inerte, para preencher as camadas inferiores da pele. Além disso, promove a oxigenação do tecido, melhora as funções metabólicas, estimula a queima de gordura e aumenta a firmeza da camada superficial da pele. O tratamento pode demorar de 8 a 12 sessões para dar resultados e é indicado para tratar celulites grau um e dois.
10. Accent XL
A grande novidade do verão, o equipamento tem feito sucesso nas clínicas de estética por apresentar resultados rápidos. O funcionamento é através de radiofrequência, que aquece e contrai as fibras de colágeno, resultando em uma pele mais firme e com maior sustentação. O calor emitido pelo aparelho é distribuído de maneira uniforme e profunda, agindo diretamente na camada de gordura. É necessário fazer entre 10 e 15 sessões, que podem ocorrer de uma a duas vezes por semana. Dependendo da região a ser tratada, o preço da sessão vai variar entre R$ 500 e R$ 1 mil.
Vale lembrar que todos esses procedimentos devem ser acompanhados e executados por profissionais e clínicas certificados. Além disso, é importante estar atenta com a dieta e a prática de exercícios. Manter uma alimentação equilibrada e fazer exercícios regularmente garantem um corpo saudável por dentro e por fora.

7 ) Exercícios para acabar com a celulite

Caminhada, corrida e bicicleta

celulite-como-evitar-caminhadasSão atividades aeróbias que estimulam a circulação e queimam calorias, fazendo com que as células de gordura não se sobreponham umas às outras.

Natação e hidroginásticacelulite-como-evitar-hidroginastica

Os movimentos na água podem funcionar como uma espécie de drenagem, que atua na retenção de líquidos, diminuindo o inchaço.

Ioga e pilatescelulite-como-evitar-pilates

Essas modalidades alongam a musculatura de forma profunda. Assim, os septos fibrosos que repuxam a pele para baixo se soltam, já que estão inseridos na fáscia, membrana que reveste o músculo.

Musculaçãocelulite-como-evitar-musculacao

Mantém o metabolismo em alta e troca massa gorda por magra.


8) Celulite Infecciosa


A celulite infecciosa é uma doença grave. Diferentemente da popular celulite, que, na realidade, chama-se fibroedema geloide, a celulite infecciosa pode até matar, caso não seja devidamente tratada.

Sintomas da celulite infecciosa

São sintomas da celulite infecciosa
  • Febre
  • Dor local
  • Mancha avermelhada no local afetado
  • Ardência no local
  • Inchaço local
  • Inflamação dos gânglios linfáticos próximos à região

Fotos da celulite infecciosa

Causas da celulite infecciosa

Na celulite infecciosa há uma lesão nas camadas mais profundas da pele, que é causada por bactérias que penetram no organismo por alguma ferida, como uma acne, frieira ou um machucado. Os locais mais afetados pela celulite infecciosa são o rosto, pernas e pés, sendo mais grave a que se manifesta no rosto, pois pode levar à meningite.

Tratamento para celulite infecciosa

Para o tratamento da celulite infeciosa é preciso tomar medicamentos antibióticos para combater as bactérias e evitar que elas entrem na corrente sanguínea, prevenindo assim uma septicemia

Nenhum comentário:

Postar um comentário